A sua empresa tem potencial para crescer?

Veja algumas dicas para tirar suas dúvidas

A formatação de franquia é dividida em etapas como análise de franqueabilidade, análise financeira e do modelo de negócios, planejamento jurídico (elaboração de documentos jurídicos e contratos que definem os direitos e deveres das partes envolvidas), documentos exigidos pela Lei do Franchising, planejamento operacional (definições de estratégias e elaboração de processos), elaboração de planejamento de marketing e planejamento comercial.

Antes de seguir com o projeto de formatação de franquia, é imprescindível saber se o negócio é franqueável e isso acontece através da análise de aspectos estruturais da empresa. O processo de formatação é um desafio para os empreendedores e por isso precisa de consultoria para que tudo saia conforme o esperado e seja viável para o franqueado. É preciso se ater a todos os pré-requisitos necessários para que seja avaliada a possibilidade de expansão da marca.

Na Análise Financeira e modelo de negócios, por exemplo, é feito um “raio x” completo avaliando a empresa, mercado atual e a capacidade de utilizar um processo replicável para implantação, definição do plano de expansão e estratégia de abertura das lojas.

Já no Planejamento Jurídico, são determinados os direitos e obrigações das partes que integram o sistema, através de documentos legais. É de fundamental importância que tais documentos demonstrem transparência e eficiência na gestão empresarial. Quando falamos de Planejamento Operacional, significa a importância em relação às normas e os procedimentos técnicos e operacionais da franquia, para que estejam organizados e concentrados em um ou vários manuais. O manual deve descrever os padrões de funcionamento e fornecer as instruções para a execução do negócio, de modo a orientar o franqueado no dia a dia e facilitar a compreensão dos aspectos relacionados à administração e à gerência de uma unidade franqueada.

Sobre o marketing, é importante estar atento às estratégias e programas de marketing que permitam explorar o mercado, evidenciando os benefícios da marca para o cliente e para o futuro franqueado. Dependendo dos produtos ou serviços oferecidos, do público-alvo, de forma como eles devem se relacionar e, ainda, da verba destinada pela empresa para cobrir esses custos, a comunicação poderá ser feita através de várias ações como, por exemplo, a contratação de uma assessoria de imprensa.

Já no Planejamento comercial, identifica-se o perfil do franqueado e a escolha certa do ponto comercial, pois são pontos de bastante relevância para o sucesso de expansão de franquia. É importante observar que cada tipo de negócio exigirá um perfil diferente e o franqueador deve preocupar-se em estabelecer critérios de avaliação e níveis de exigências realistas ao seu negócio. E a escolha do ponto comercial é crucial, pois em muitas situações, ele pode representar o sucesso ou fracasso de um negócio.

Por isso, ter um suporte e uma consultoria para saber sobre a viabilidade de formatação da sua empresa é extremamente importante. Entre em contato com nossos consultores e saiba mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá!
Podemos ajudá-lo?
Powered by