As tendências do ramo alimentício em 2021

Veja quais serão os alimentos que afetarão a forma de consumo da população mundial neste ano

Uma das áreas menos atingida pela crise da pandemia do COVID-19 foi o da alimentação, afinal, as pessoas continuam comendo. Porém, percebeu-se uma alteração no tipo de alimentados escolhidos por uma parcela significativa da população, ficando mais criteriosa e criando uma tendência no setor food service que tem tudo para se manter neste novo ano.

Estar atento às inclinações do mercado é uma excelente estratégia para aumentar as vendas e o lucro em sua empresa, focando em um nicho de clientes, por exemplo, gerando uma grande oportunidade de escapar da concorrência. Veja algumas tendências do mercado para este e os próximos anos:

– Alimentos sem glúten: O glúten se tornou um dos grandes vilões para a alimentação saudável nos últimos anos e a maior fonte deste composto proteico vem da farinha de trigo. Felizmente, é possível criar versões doces e salgadas com inúmeros tipos de farinhas “gluten free”, como a farinha de mandioca, de arroz, amêndoa, de coco, etc;

– Alimentos integrais: Mais uma vez, para fugir da farinha branca, algumas pessoas recorrem aos alimentos integrais. Você pode manter suas receitas substituindo a farinha branca pela integral, e/ou incluir a farinha de arroz integral, quinoa, cevada, etc;

– Alimentos sem açúcar: Quem busca uma alimentação equilibrada, certamente deseja reduzir o consumo do açúcar refinado. Atualmente, a indústria alimentícia conta com inúmeros substitutos do açúcar como adoçantes xylitol, sucralose, estévia; ou também com versões mais saudáveis como o demerara, mascavos, açúcar de coco e outros;

– Alimentos orgânicos: Uma das grandes tendências da alimentação saudável é o consumo de orgânicos, quando consumidores buscam estes produtos como forma de manter uma alimentação mais saudável e ambientalmente consciente, já que não levam nenhum tipo de agrotóxicos em seu cultivo. É possível produzir doces e salgados com selo orgânico, visto a variedade de matéria-prima disponível no mercado, desde farinhas, proteínas, açúcar, azeites e muito mais.

– Alimentos veganos: Se existe um nicho em crescimento no setor de alimentação é o de alimentos veganos, ou seja, aqueles sem nenhum componente de origem animal. Grandes indústrias, visando este mercado, já criaram linhas específicas com esta proposta. O uso de proteína de soja em substituição à proteína animal é uma das mais comuns no mercado, porém a variedade de alimentos é imensa, como “carne” feita de jaca, “queijo” obtido da soja, o uso de cogumelos e muito mais.

Apesar dos desafios serem muitos neste momento, as oportunidades também são diversas. É importante visar as novas tendências  na indústria food service e entender que este pode ser um caminho de sucesso para sua empresa entrar no ano de 2021 a todo vapor.

Para começar um negócio de sucesso em 2021, nada melhor do que ouvir a opinião de quem entende do assunto e, por isso, nós estamos aqui. Entre em contato com os nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá!
Podemos ajudá-lo?
Powered by