Quando falamos sobre gestão financeira de franquias é importante ponderar algumas especificidades do negócio que fazem muita diferença em como conduzir a empresa aos seus objetivos.

Algumas providências devem ser tomadas para que se tenha uma gestão mais eficiente e tenha os impactos positivos e necessários em cada fase do seu negócio, desde o planejamento das ações à execução e revisão. Exemplos:

1 – Elabore um planejamento financeiro

O primeiro item é, também, um dos mais importantes para qualquer tipo de negócio. Antes mesmo de começar a operar, é fundamental elaborar um planejamento financeiro. Ele será o principal ponto de referência para a tomada de decisões. Sejam elas estratégicas ou mesmo do dia a dia.

Um bom planejamento deve envolver os objetivos de curto, médio e longo prazos, em especial no que diz respeito às entradas e saídas de recursos. Pesquise no mercado o que tem sido praticado em empresas similares e concorrentes e adote aquilo que faça sentido para a sua franquia.

2 – Defina metas SMART

As metas determinam a direção que a empresa deve seguir. A melhor forma de fazer isso é seguindo a metodologia SMART, que leva em consideração estes cinco fatores:

(S – specific) específica: o que exatamente está sendo buscado;

(M – measurable) mensurável: o que mostra o cumprimento dessa meta;

(A – attainable) alcançável: é possível atingir essa meta;

(R – relevant) relevante: qual é a importância dessa meta;

(T – time based) temporal: qual é o prazo para cumpri-la.

3 – Acompanhe os indicadores

É essencial definir os indicadores que irão ajudar a compreender se as ações estão gerando os resultados esperados ou se algo precisa ser mudado. Importante: nenhuma meta ficar sem indicador.

Uma frequência de análise muito alta pode levar muito tempo, enquanto uma frequência muito baixa pode atrasar a reação a um problema mais grave. Portanto, é preciso encontrar um ponto de equilíbrio. Faça testes de periodicidade e vá ajustando conforme for sentindo necessidade.

4 – Mantenha os gastos controlados

O controle dos gastos é um passo essencial para o controle das finanças de uma franquia. Para isso, deve-se ficar sempre atento aos preços dos insumos da produção, bem como aos gastos recorrentes e esporádicos realizados ao longo do mês.

Um cuidado especial deve ser dispensado a itens como o consumo de água e energia elétrica, que podem ser bastante reduzidos com a implementação de mudanças simples no comportamento diário.

5 – Monte planos de ação bem-estruturados

Uma boa gestão financeira de franquias se mede, em grande parte, pela forma como ela lida com os problemas que surgem diariamente. Afinal, de nada adianta estabelecer boas metas, acompanhar os resultados e controlar todos os gastos se algo sair do script e nada for feito para corrigir.

Nesse sentido, os planos de ações são ferramentas simples, mas muito eficazes, que ajudam os colaboradores a se orientarem na busca por melhores soluções para cada situação que se apresente.

6 – Use um software de gestão financeira

Modernize seus processos. Gerenciar bem as finanças de uma franquia sem a ajuda de um software de gestão financeira é algo praticamente impossível.

Na hora de escolher um sistema de gestão, avalie as funcionalidades que ele oferece. Se realmente vão trazer benefícios para o seu negócio e como podem potencializá-lo. E, claro, contrate uma empresa de confiança.

A gestão financeira para franquias pode ser muito mais eficiente se os devidos cuidados forem tomados. Assim, o seu negócio tem tudo para ser um grande sucesso no mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *