DESAFIOS PARA EMPREENDER NO BRASIL

A alta tributação e a burocracia da legislação brasileira são alguns dos entraves para o empreendedorismo. Muitas vezes, quem quer começar o próprio negócio não possui capital suficiente para os custos iniciais nem consegue recorrer a linhas de crédito. Se estabelecer no mercado é um desafio e encontrar mão de obra qualificada para as tarefas pode tirar o sono do gestor. O cenário torna extremamente difícil conseguir um bom posicionamento e uma clientela fiel, principalmente, em setores mais concorridos.

Em meio à crise econômica e aos diversos problemas, o investimento em um modelo de negócio já formatado e pronto para ser gerenciado, como o franchising, pode ser uma solução. As franquias são uma alternativa para as pessoas que querem voltar a exercer uma atividade profissional ou, simplesmente, se tornarem empreendedoras. Investir nesse segmento é um caminho com diversas oportunidades.

O franqueador entrega as ferramentas necessárias para que o trabalho seja executado e promove a transferência de conhecimento para garantir o sucesso do negócio. No franchising, o interessado precisa aceitar as regras estabelecidas. O franqueado é mais uma peça integrante do processo maior de ampliação para a rede da marca. O funcionamento dessa engrenagem depende das partes cumprirem as respectivas funções.

Não é a primeira vez que o país vive um momento complexo na economia. Mesmo em décadas passadas, as franquias já figuravam como solução para turbulências econômicas, sendo uma alternativa para quem busca uma nova fonte de renda. Momentos econômicos instáveis são comumente marcados por abertura e fechamento súbito de empreendimentos. Porém, há aspectos particulares do franchising que são capazes de minimizar e anular esse risco, a começar pela curva de aprendizagem – o franqueado não investe tempo nem dinheiro em ações que comprovadamente não deram certo nas demais operações da rede. A utilização de uma marca já reconhecida pelo mercado com aporte de know-how e nível de controle elevado são outros pontos que atraem os investidores e oferecem um ótimo retorno do capital.

Enquanto 60% das empresas brasileiras não sobrevivem até o quinto ano, no franchising, esse índice é de 6%. Portanto, ele é considerado um modelo de negócio de menor risco. O campo para investimento é extenso e, ao considerar o atual momento econômico, o sistema de franquia se tornou uma forma mais segura para a expansão dos negócios, com maiores chances de acertos, equilibrando custos, crescimento e controle.

Fonte: Jornal Estado de Minas de 04/12/2016, Coluna Franquias de A a Z, Lucien Newton.

 

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá!
Podemos ajudá-lo?
Powered by