Apesar das incertezas causadas pela pandemia, o número de empreendedores no Brasil aumentou consideravelmente

Mesmo passando por momentos turbulentos no país por causa da pandemia do coronavírus, o número de novos empreendedores aumentou no último ano. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), houve um aumento de 42% na procura por consultorias para quem decidiu abrir o próprio negócio: foram 84.264 até agosto de 2020 contra 123.764 até agosto deste ano.

A demanda é decorrente das dificuldades enfrentadas pela grande maioria da população brasileira durante o período de pandemia, em que muitas pessoas precisaram se reinventar profissionalmente.

Os segmentos que mais registraram aberturas de empresas no estado de São Paulo, por exemplo, de acordo com a Junta Comercial daquele estado, foram os de conserto de carros e motocicletas (27,47%), seguido por atividades profissionais científicas e técnicas (12,42%).

Segundo levantamento do Sebrae, que considera os registros feitos na categoria de Microempreendedor Individual (MEI), o segmento de beleza e estética segue liderando as aberturas de novos negócios no Brasil.

O Top 5 e abertura de novos empreendimentos, são:

1 – Varejo de roupas;

2 – Beleza e Estética;

3 – Obras de alvenaria;

4 – Alimentos para consumo em casa;

5 – Restaurantes e similares.

O país, assim como o mundo todo, enfrenta uma das suas piores crises financeiras alavancada pela pandemia da Covid-19, que trouxe inúmeras consequências para diversos setores. Porém, é possível afirmar que a atual situação para quem quer empreender no Brasil é estimulante, uma vez que estamos iniciando uma retomada na economia. O momento de empreender é agora!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *